Nota

Seu imediatismo vai lhe causar um ataque cardíaco.

“Deus é maior que tudo, e se sua força vem dele, logo sua força é maior que tudo.”

Você já foi jogada no chão outra vez, e como uma roseira, desse chão buscou raízes e cresceu. Quando menos esperava suas flores se tornaram exemplo para outras sementes que outrora caíram e se machucaram tanto quanto você. Quando falta água ou sol, seus galhinhos frágeis vão mudando de posição para conseguir reagir, e aos poucos a natureza lhe fornece novas chances de sobreviver.
Não culpe Deus, ele sempre dá todos os avisos, você humana que se faz de cega e vê só o que o coração intenso demais mostra. Sempre conseguiremos justificativas para o que queremos fazer dar certo, somos mestres nisso. Mas agora, não é hora de se culpar também, somos falhos e as fichas que apostamos, as vezes rodam, titubeiam e caem do lado errado, nos fazendo recomeçar todo o jogo.
Jogo esse que não conhecemos as regras, mas é tão cruel, tão cruel, que antes de ler todas as instruções você já vê com clareza que não tem vencedores.
É isso, não culpe Deus, não se culpe, e a essa altura não perca a beleza da pouca esperança que resta tentando encontrar culpados, porque dependendo do ângulo da foto todos são inocentes. Tudo já aconteceu, o vaso já se quebrou, os passarinhos aquela manhã não fizeram coral, os lençóis ficaram emaranhados por dias na cama…Tudo já aconteceu e não dá mais para colar os cacos, ouvir a canção ou deitar-se sem se lembrar do seu antigo travesseiro.
 Quando nada mais te resta a não ser o tempo, é nele que você dá o beijo de boa noite.
Nota

Antes de pública, sou pessoa.

image

Quão importante é o fato que lhe tira o sono?

Tão sem importância quanto qualquer coisa importante. Porque importante é ponto de vista, é o momento, é a pressa, a imaturidade.

Hoje me rouba o sono, amanhã me conforta, e vira só mais uma pedra na história. Hoje me tira o sono, amanhã acaricia a consciência tranquila. Hoje faz chorar, amanhã sorrir, porque já nem lembro mais.

Que cada pessoa pequena que cruze o meu caminho, me torne mais firme na caminhada. Que para cada espinho que me fura, brote sempre uma rosa de perdão.

Eles não sabem o que fazem.

Obs.: As pessoas te chamam de pública e esquecem que você é humana. Era para doer menos?!